Estamos com fome de amor


Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão". Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias.

Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos,
chegam sozinhas. E saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos.

Estamos é com
carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçados, sabe, essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega.

Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção. Tornamos-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão
distante de nós.

Quem disse que ser adulto é ser
ranzinza? Um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele. Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida".

Antes idiota que infeliz!

posted under |

Um comentário:

Bruna disse...

Lindu, lindu ... lindu!!!

Postar um comentário

borboletearam aquii...

Postagem mais recente Postagem mais antiga Página inicial

Meu som ...

O que já foi...

Minhas BorboletasƸ̵̡Ӝ̵̨̄Ʒ

Que dia é hoje?

Horas ○◦ઇ‍ઉ◦○

    Ela é mais

    que um sorriso tímido de canto de boca, dos que você sabe que ela soube o que você quis dizer. Ela fala com o coração e sabe que o amor, não é qualquer um que consegue ter. Ela é a sensibilidade de alguém que não entende o que veio fazer nessa vida, mas vive." [Caio F.]

    Meu dever...

    "Eu tenho uma espécie de dever, de dever de sonhar sempre,pois sendo mais do que uma espectadora de mim mesma. Eu tenho que ter o melhor espetáculo que posso. E assim me construo a ouro e sedas,em salas supostas, invento palco,cenário para viver meu sonho entre luzes brandas e músicas invisíveis" [Fernando Pessoa]

    "Meu Deus...

    "Meu Deus...
    não sou muito forte, não tenho muito além de uma certa fé — não sei se em mim, se numa coisa que chamaria de justiça-cósmica ou a-coerência-final-de-todas-as-coisas. Preciso agora da tua mão sobre a minha cabeça. Que eu não perca a capacidade de amar, de ver, de sentir. Que eu continue alerta. Que, se necessário, eu possa ter novamente o impulso do vôo no momento exato. Que eu não me perca, que eu não me fira, que não me firam, que eu não fira ninguém. Livra-me dos poços e dos becos de mim, Senhor. Que meus olhos saibam continuar se alargando sempre(...)" C.F.A

    Pedaços de mim...

    Pedaços de mim...
    "Condenados à felicidade, como se ela fosse um direito constitucional." (Fabrício Carpinejar)

    Imagens○◦ઇ‍ઉ◦○

    Todas as imagens postadas aqui, que estão sem os créditos, foram encontradas pelo google. Como grande parte delas estão sem o nome de seus autores, espero que quem saiba fale, assim poderei dá o devido crédito!

    Outras imagens são tiradas: www.cherrybam.com/
    http://weheartit.com ^^


Recent Comments